7.5.08

Nuno Higino





Nas ondas caminhei com pés de arado
ao largo muito ao largo me perdi.
Habitei a luz pura e sem degredo
vi o polvo e a moreia disputando
o necessário acordo de viver
vi as cores dançando sobre os peixes
como dardos na avidez do meu olhar.
por entre os dedos muito abertos
muito lisos passou não sei que sol
ou que fantasma


De no Silencio da Terra, Campo de Letras 2000
Imagem:
noriko ohash



Sem comentários: